Secretários de Saúde criam Grupo Técnico para enfrentamento da violência no trânsito

assembleia_transitoBrasília – Os secretários estaduais de saúde, reunidos hoje em Assembleia, deliberaram pela criação de um grupo técnico de trabalho para elaborar propostas de enfrentamento à violência no trânsito no Brasil. O grupo será composto por técnicos do CONASS e demais instituições, incluindo o Ministério da Saúde. A ideia é formular propostas concretas que envolvam desde mudanças na legislação de trânsito, às questões tributárias e também àquelas relacionadas a engenharia de tráfico, a fim de compor um documento a ser apresentado ao Congresso Nacional.

A decisão foi tomada após as apresentações da coordenadora geral de Doenças e Agravos Não Transmissíveis/DASIS/SVS, Cheila Lima, e do secretário de Estado da Saúde de Pernambuco, Iran Costa Júnior.

Segundo a coordenadora este é um problema que afeta a saúde pública demandando serviços e impactando inclusive na área econômica do país.

Ela citou dados de 2014 que apontam para uma estimativa de custo de R$40 bilhões com os Acidentes Transporte Terrestre (ATT) nas rodovias brasileiras (federais, estaduais e municipais). Também em 2014, de acordo com o Sistema de Informação Hospitalar, foram realizadas 157 mil internações por ATT por ano em Rodovias e Vias Urbanas.

Lima observou que o Brasil não possui um Plano de Segurança no Trânsito. “A criação desse grupo técnico é extremamente pertinente e o CONASS tem protagonismo para provocar essa discussão e a elaboração deste plano”, ressaltou.

Na opinião do secretário de Saúde Iran Costa, é preciso agir rápido em relação a este que, segundo ele, é o maior problema de saúde pública enfrentado em Pernambuco.  Ele apresentou a experiência no enfrentamento dos acidentes de motocicleta e citou dados estaduais que apontaram uma redução de 12,3% nos óbitos em 2015 a partir das ações desenvolvidas pelo estado.

Costa observou ser necessária uma ação urgente do CONASS em interface com outros setores a fim de definir estratégias de combate ao problema. “Precisamos mobilizar os parlamentares, o Ministério da Saúde, a Presidência da República, etc., porque esses acidentes são impactantes para o nosso setor”.

Além da criação do grupo técnico também foi proposta a realização de um seminário internacional com a participação de autoridades de países que se destacam com bons resultados no enfrentamento da violência no trânsito.

Assessoria de Comunicação do CONASS

ascom@conass.org.br

(61) 3222-3000

<-Voltar