Secretários de saúde de todo o Brasil se reúnem em Brasília

Lei de Responsabilidade Sanitária, programa Mais Médicos e Síndrome Alcoólica Fetal estão entre os temas da 6ª assembleia do CONASS

 

Brasília – Começou agora a pouco a 6ª Assembleia Ordinária do CONASS, que reúne os secretários de Estado da Saúde de todo o país. O encontro começou com a participação do secretário do Piauí, Ernani Maia, acompanhado do professor José Mauro Braz Lima, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que apresentaram, dentro da temática “Álcool e droga na contemporaneidade”, um panorama a respeito da Síndrome Alcoólica Fetal (SAF), problema que, segundo informações e dados apresentados, tem crescido significativamente nos últimos anos. A SAF, decorrente da ingestão de bebida alcoólica durante a gestação, está na agenda da SES/PI, sendo apresentada e debatida no contexto das questões relacionadas ao consumo de álcool e suas implicações na saúde pública.

Também está na pauta da reunião a Lei de Responsabilidade Sanitária, com a participação do Deputado Federal, Rogério Carvalho (PT/SE). Os gestores irão discutir ainda a pauta da Comissão Intergestores Tripartite (CIT), a Política Nacional de Atenção Hospitalar e o programa Mais Médicos.

Boas vindas

O presidente do Conselho, Wilson Duarte Alecrim, secretário de estado da Saúde do Amazonas, iniciou a reunião dando as boas vindas à secretária de Santa Catarina, Tânia Maria Eberhardt, que assumiu o cargo recentemente. “Desejamos que tenha uma gestão profícua e vida longa na secretaria para que possa organizar a equipe e desenvolver da melhor maneira as atividades no estado”, disse Alecrim.

A secretaria Tânia Maria Eberhardt falou da satisfação de integrar o colegiado do qual, segundo ela, irá participar ativamente. “Estamos à disposição para contribuir com a saúde pública do Brasil. Sei que é grande o desafio de fazer com que o SUS seja consolidado e fortalecido a partir da prática cotidiana e por isso estou orgulhosa de fazer parte desse grupo”.

Currículo

Tânia Maria Eberhardt, é natural de Joinville, casada, servidora pública há 33 anos. Iniciou seus trabalhos na Fundação Municipal Albano Schmidt (Fundamas), em 1972 como educadora, implantando a Recreação Escolar. Na Secretaria do Bem-Estar Social, entre 1974 a 1993, dando continuidade a seu trabalho de educadora, trabalhou no Centro de Educação e Recreação Infantil (CERI).

Em 1992, foi nomeada secretária da Secretaria de Desenvolvimento Comunitário. Neste período, coordenou projetos habitacionais e de assistência social no município. Em oito meses, 554 famílias foram contempladas. Implantou o Conselho Municipal de Direito da Criança e do Adolescente.

No ano de 1994, atuou na Secretaria de Recursos Humanos no cargo de Chefe da Divisão do Desenvolvimento do Pessoal e, de 1995 a 1999, foi secretária adjunta. Nessa função, participou dos programas de capacitação do servidor buscando alguns benefícios, como: segurança e medicina do servidor; Estatuto dos Servidores Públicos de Joinville; plano de cargos e salários; Instituto de Previdência Social dos Servidores de Joinville (Ipreville); Feira de Talentos do servidor e o Núcleo de Recursos Humanos nas secretarias e fundações.

Gestora da Secretaria de Saúde em 1999 atuou como secretária adjunta e, no mesmo ano, foi nomeada Secretária. Na secretaria desenvolveu projetos como a implantação do programa Agentes Comunitários de Saúde; ampliou 21 equipes do Programa Saúde da Família (PSF); inseriu o Programa de Internação Domiciliar e o Programa de Oxigênio e Terapia Domiciliar; estabeleceu o Hospital Dia Psiquiátrico; implantou o Pronto Atendimento (PA 24horas) no bairro Costa e Silva e colaborou com o projeto para uma unidade no bairro Aventureiro; aquisição de aparelhos de Raio X; implantou a nova sede do Centro de Atendimento dos Fissurados Lábio-palatais e Deficientes Auditivos (Centrinho); Em 2003 foi nomeada diretora do Hospital Municipal São José.

<-Voltar