Senado Federal debate políticas de saúde

A quinta edição do Fórum Nacional de Políticas de Saúde no Brasil reúne em Brasília, no dia 8 de agosto, representantes do Congresso Nacional, profissionais da área de saúde, sociedade civil, além de gestores públicos e da iniciativa privada, para discutir os desafios do setor

 

Ao seguir uma tendência mundial, o Brasil tem passado por processos de transição demográfica, epidemiológica e nutricional, desde a década de 60. Tais fatores resultam em mudanças nos padrões de ocorrência de patologias, com ênfase no aumento significativo da prevalência das doenças crônicas, como infarto, hipertensão arterial, câncer, diabetes. Neste contexto, visando fomentar o debate acerca de políticas e programas que trabalhem a prevenção e o controle das doenças crônicas, o Instituto Brasileiro de Ação Responsável promove, no dia 8 de agosto de 2013, o V Fórum Nacional de Políticas de Saúde no Brasil.

 

O evento, a ser realizado no Interlegis, Senado Federal, busca facilitar as interlocuções entre os gestores públicos e da iniciativa privada, nas discussões sobre políticas de saúde, que possam garantir a sustentabilidade do setor e o direito à assistência integral a saúde, com ações de prevenção das doenças, promoção da saúde e qualidade de vida. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site www.acaoresponsavel.org.br.

 

Serviço: V Fórum Nacional de Políticas de Saúde

Data: 8 de agosto, quinta-feira, das 9 às 14h

Local: auditório Antônio Carlos Magalhães do Interlegis – Senado Federal (Brasília/DF)

Realização: Instituto Brasileiro de Ação Responsável

Coordenação: Agência de Integração à Saúde ,Meio Ambiente e Desenvolvimento

Social do Brasil – Íntegra Brasil – sob coordenação da doutora Edilamar Teixeira

Parceiras: Congresso Nacional; Ministério da Saúde; Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD; Agência Íntegra Brasil e Interlegis

Patrocínio: MSD, Sanofi, Medley e Bayer

Inscrições gratuitas pelo site www.acaoresponsavel.org.br

 

 

MAIS SOBRE O TEMA

 

O Plano de Ações estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) no Brasil, 2011-2022, lançado em 2011 pelo Ministério da Saúde, visa preparar o Brasil para enfrentar e deter, nos próximos dez anos, as doenças crônicas não transmissíveis, entre as quais o AVC, infarto, hipertensão arterial, câncer, diabetes e doenças respiratórias crônicas. Importantes políticas de enfrentamento dessas doenças têm sido implantadas, como a Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS) que promove ações no campo da alimentação saudável, atividade física, prevenção do uso do tabaco e álcool.

 

Alinhado a esse propósito, ao Plano Brasil Maior, ao Plano Nacional de Saúde – PNS 2012-2015, e ao Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) no Brasil – 2011-2022, o V Fórum Nacional de Políticas de Saúde no Brasil, traz como tema principal a Política Nacional de Promoção da Saúde – PNPS, entendendo que debater e propor ações no campo da alimentação saudável, atividade física, prevenção do uso do tabaco e álcool, contribiu preventivamente para a melhoria das condições de vida e saúde do brasileiro.

 

 

 

 

*CRÉDITO DA FOTO: WALDEMIR BARRETO

<-Voltar