Minas Gerais – SES assina Termo para implantar Laboratório de Inovação e Condições Crônicas em Santo Antônio do Monte

Durante a tarde de quarta-feira (12/06), o Secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques, participou da cerimônia de assinatura do termo de cooperação técnica interinstitucional entre a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e Prefeitura de Santo Antônio do Monte. O termo visa a implantação e desenvolvimento do Laboratório de Inovação de Atenção às Condições Crônicas (LIACC) no município, localizado na região Oeste do Estado.

Durante a solenidade, Antônio Jorge, salientou que a assinatura é uma maneira de reforçar uma ferramenta importante para o melhoramento da saúde no Estado. “O laboratório é fruto da ousadia de Minas em pensar antes de qualquer normativa federal. Com o Viva Vida e o Hiperdia, estamos colhendo resultados de uma visão de rede, onde a atenção secundária participa integradamente da atenção primária. Este conjunto de oportunidades possibilita a capilarização destas ações para outros municípios”, assegurou.

O LIACC é definido como espaço que visa produzir e disseminar conhecimentos relativos aos cuidados das condições crônicas pelas equipes de Atenção Primária de Saúde (APS). Além de desenvolver e experimentar soluções práticas e inovadoras, testando novos instrumentos para o cuidado, a gestão da clínica, a gestão do caso, aplicados pelas equipes multiprofissionais de APS no manejo das condições crônicas.

Para o prefeito de Santo Antônio do Monte, Wilmar de Oliveira Filho, a celebração da assinatura é um passo para minimizar a sobrecarga no sistema de urgência e emergência. “Por melhor que seja esse sistema, temos que criar alternativas de sustentação do trabalho racional em rede de amparo às doenças crônicas e silenciosas evitando o auto custo da saúde no sistema de atenção secundária e terciária. Os resultados de Santo Antônio do Monte representam a nossa busca em proporcionar uma saúde diferenciada e atingir todos os níveis desejáveis no controle de glicemia, pressão arterial e mortalidade materna e infantil”, finalizou.

Parceria

A implantação contará com a parceria técnico-financeira do CONASS, OPAS e SES-MG. A pesquisa de avaliação será coordenada pela prof. Mônica Viegas da UFMG e custeada com recursos das três instituições. O financiamento para participação de oficinas e acompanhamento in loco na intervenção no município será da SES-MG e da Secretaria Municipal de Saúde de Santo Antônio do Monte.

Segundo o Secretário Executivo do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde, Jurandi Frutuoso, o projeto é inovador e desafiador em sua proposta, “com ele é possível ‘linkar’ a atenção primária e a atuação nas especialidades”, disse. O laboratório vem provar que o SUS inova, é resolutivo e que irá evoluir para dar aos brasileiros uma saúde de qualidade.

A Proposta da Cooperação Técnica foi motivada pela experiência exitosa apresentada pelo município, onde são desenvolvidas soluções práticas e instrumentos inovadores para a atenção secundária ambulatorial após a implantação do Laboratório no Centro Integrado de Referência Secundária Viva Vida e Hiperdia, na Fundação Dr. José Maria dos Mares Guia.

A Coordenadora da Unidade Técnica de Serviço de Saúde da OPAS, Neide Glória Garrito, destacou a eficiência das inúmeras experiências inovadoras. “O Laboratório nasceu de uma estratégia da OPAS com seus parceiros para por em evidência e estimular experiências inovadoras que abundam do SUS. Essas experiências serão identificadas para inspirar outros municípios. Levando em conta os aspectos realmente importantes e eficientes”.

Para o Coordenador do CAO Saúde, Promotor Gilmar de Assis, a iniciativa traz uma sintonia na implantação dos serviços de saúde em Minas. “O Ministério Público defende a convergência da tríade de diálogo entre SES, CONASS e MP para a criação de um conjunto de oportunidades direcionadas à saúde e cidadania, com atuação na atenção básica, trazendo uma harmonia aos serviços prestados”.

Durante a cerimônia estiveram, também, presentes o Deputado Federal, Eduardo Azeredo; Deputado Estadual, Tiago Ulisses; Presidente da Fundação Jose Maria dos Mares Guia, Jose Rodrigues de Lacerda; Superintendente Regional de Saúde de Divinópolis, Kênia Carvalho; Presidente da FHEMIG, Antônio Carlos de Barros Martins; Presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde, Mauro Junqueira e o Ex-Deputado Federal, Jose Ulisses.

Hiperdia

O Programa Estadual de Atenção ao Portador de Hipertensão e Diabetes (Hiperdia) busca ampliar a longevidade da população, por meio de intervenções capazes de diminuir a morbidade e a mortalidade por doenças cardiovasculares e diabetes. O Hiperdia faz parte da rede de atenção secundária do Estado de Minas Gerais e atende pessoas portadoras de hipertensão e/ou diabetes de médio e alto grau de risco. Utilizando ferramentas inovadoras na atenção aos pacientes que são encaminhados pelos serviços de saúde da atenção primária.

Nos Centros Hiperdia, implantados em algumas microrregiões do Estado, são oferecidos serviços como consultas sequênciais, atendimentos por pares, cuidado compartilhado, elaboração e monitoramento de plano de cuidado, técnicas motivacionais. Os atendimentos são realizados por uma equipe multiprofissional composta por médicos especialistas, psicólogos, assistentes sociais, farmacêuticos clínicos, nutricionistas, possibilitando acolhimento integral aos usuários, evitando o agravamento das doenças.

Por Míria César – SES/MG

<-Voltar