SES/ES – Espírito Santo realiza Dia D de Combate ao Aedes aegypti

 

Com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, o Espírito Santo realizou, neste sábado (13), a abertura do Dia D de Combate ao mosquito Aedes aegypti. Também participaram da solenidade, em Vitória, o governador em exercício, César Colnago e autoridades das Forças Armadas.

Em seu discurso, o ministro Celso Pansera alertou a população sobre os riscos da proliferação do mosquito, principalmente neste período de chuvas, e sobre a gravidade da doença que pode ter associação com microcefalia e também com a síndrome de Guillain Barré. “Este não é um combate comum, temos que nos unir para vencer a guerra contra o mosquito. É uma tarefa para 100% da população, por isso realizamos essa grande mobilização”, afirma.

O governador em exercício Cesar Colnago falou sobre a importância da ação no Estado. “Esse momento marca a mobilização de toda a sociedade para um problema sério. Não podemos ser vencidos por esse mosquito que traz doenças gravíssimas e se prolifera principalmente em ambientes residenciais. O governo está completamente mobilizado, como também os diversos setores da sociedade. A integração é fundamental para eliminarmos a possibilidade do mosquito se proliferar” ressalta.

Após a abertura, o ministro e autoridades estaduais e municipais visitaram os municípios de Vitória, Vila Velha e Cariacica. Em Vitória, a primeira vistoria não apresentou nenhum foco de proliferação do mosquito. “Confesso que não tinha o hábito de olhar atrás da geladeira, aprendi agora com a visita dos agentes e ficarei ainda mais atenta”, contou Vandete Pires do Nascimento, moradora do bairro Enseada do Suá. Já em Vila Velha, os agentes e autoridades visitaram a casa de Fernando Pires Spinasse, que conheceu alguns potenciais criadouros em seu quintal e recebeu todas as orientações para evitar o nascimento do mosquito. “Fiquei lisonjeado com a visita e vou tomar ainda mais cuidado, pois sei que combater esse mosquito é uma obrigação de todos” disse.

No Espírito Santo, as ações do Dia D de combate ao mosquito terão o apoio de mais de 900 militares e serão coordenadas pelo Capitão dos Portos, Capitão-de-Mar-e-Guerra Marcos Aurélio de Arruda, que reforçou o apelo para o engajamento de todos na mobilização. “A intenção é que cada um de nós ajude a conscientizar ao menos uma pessoa e, ao final, teremos mais de 70% da população envolvida no combate ao mosquito”, disse.

A mobilização acontece simultaneamente em Cariacica, Serra, Vitória, Vila Velha, Aracruz, Guarapari, Viana, Santa Teresa, Linhares, Cachoeiro de Itapemirim e Colatina, municípios onde estão localizadas ou que são próximos das bases do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Os demais municípios capixabas também receberam orientações da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) para participarem da mobilização.

Para a ação deste sábado (13), a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa) disponibilizou 280 mil folhetos, que trazem orientações gerais e um check list para auxiliar a população na vistoria de suas casas e na eliminação dos focos do mosquito.

Na Região Sul do Estado, os municípios também participaram do dia D de Combate ao mosquito. Mais de 100 profissionais da Superintendência Regional de Saúde de Cachoeiro de Itapemirim foram divididos em grupos para auxiliar os municípios e participar do mutirão junto com as Forças Armadas.

 

Principais ações do Governo do Espírito Santo

– Publicação da Portaria 006-R de 25 de janeiro de 2016, que estabelece que serviços de saúde ou profissionais de saúde notifiquem, obrigatoriamente, os casos suspeitos ou confirmados de infecção por zika vírus, os casos de microcefalia e os de gestantes com doença exantemática aguda;

 

– Publicação da Portaria 005-R de 25 de janeiro de 2016, que estabelece o pagamento de multa, para pessoa física e jurídica, quando em imóveis de sua propriedade ou alugados forem identificadas situações propícias para proliferação do Aedes aegypti ou existência de criadouros do mosquito;

 

– Aquisição de 75 mil repelentes para distribuição para grávidas (20 mil já entregues pelo laboratório) e 57 mil litros de inseticidas para eliminação do mosquito;

 

– Apoio de lideranças evangélicas no combate ao Aedes aegypti;

 

– Reunião na Cúria Metropolitana de Vitória para apoio das paróquias da Igreja Católica no combate ao Aedes aegypti;

 

– Decreto 2156-S, assinado pelo governador Paulo Hartung, determina que a segunda-feira seja o dia obrigatório de fiscalização de possíveis focos do Aedes aegypti nas áreas internas e externas de todos os edifícios públicos do Poder Executivo;

 

– Decreto de situação de emergência, publicado no Diário Oficial do Estado do Espírito Santo (DIO-ES);

 

– Organização do Gabinete de Monitoramento da crise formado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e secretarias municipais de Saúde. Toda sexta-feira este comitê se reunirá para avaliar o cenário e definir as prioridades;

 

– Formação de um comitê de especialistas para monitoramento da situação (sociedade de obstetrícia, pediatria, infectologia, neurologia e especialista da Sesa);

 

– Mobilização das escolas para conscientização dos pais de ações para combate ao mosquito;

 

– Solicitação ao Ministério da Saúde de fornecimento de insumos e equipamentos para a realização de exames no Laboratório Central da Sesa;

 

– Solicitação ao Ministério da Saúde de inseticidas para ações emergenciais

 

– Intensificação da mobilização social;

 

– Mutirão de capacitação em todo o Estado para médicos e enfermeiros de manejo clínico para Dengue, Chikungunya e Zika Vírus;

 

– Capacitação de maternidades para atendimento à gestante com suspeita de zika;

 

– Fluxo de atendimento à gestante permanece o já existente da rede materno-infantil;

 

– Solicitação ao Ministério da Saúde da inclusão do repelente na Relação Nacional de Medicamentos (Rename) e o fornecimento imediato de 50 mil unidades;

 

– Reunião com maternidades para orientação.

 

Sobre o Dia D

 

Por meio da Diretriz Ministerial nº 06/2015, o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, determinou que as Forças Armadas  intensifiquem as ações de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti em todo o Brasil.

 

De acordo com o documento, o trabalho será realizado em quatro etapas: (1) conscientização e motivação do público interno e combate ao mosquito dentro das Organizações Militares; (2) esclarecimento e motivação da população; (3) erradicação dos focos de proliferação do mosquito nas áreas urbanas; e (4) conscientização e motivação dos estudantes nas escolas.

 

As ações serão executadas de forma contínua, enquanto vigorar a “Situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional” (ESPIN), declarada pelo Ministério da Saúde, em 11 de novembro de 2015.

 

Execução das atividades

 

Desde o dia 29 de janeiro, incluindo o final de semana, os militares estão atuando no combate aos possíveis focos de mosquito dentro das Organizações Militares. Esta ação, que representa a primeira etapa do trabalho, foi realizada até a sexta-feira (05).

 

Neste sábado (13), será promovida uma grande ação de conscientização. Trata-se da segunda etapa do trabalho, onde militares e agentes de saúde irão distribuir à população material informativo contendo as medidas de prevenção e de combate ao mosquito. Para a ação, serão disponibilizados 100 mil folhetos pelo Ministério da Defesa.

 

Nesta fase também será realizado o levantamento de locais com possíveis criadouros do mosquito (terrenos abandonados com lixo, imóveis desocupados, etc). A relação destes locais será repassada à Secretaria de Estado da Saúde.

 

Nas duas últimas etapas do trabalho (terceira e quarta), previstas para acontecer de 15 a 19 de fevereiro, serão realizadas visitas domiciliares para orientação sobre a importância do envolvimento de todos no combate ao Aedes aegypti. Nesta semana também estão previstas ações de conscientização e motivação de estudantes dos ensinos Fundamental e Médio, considerando que eles possuem potencial para se tornarem aliados no combate ao mosquito. A indicação das escolas a serem visitadas será feita pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu).

 

*Com informações da Capitania dos Portos do Espírito Santo

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde

Jucilene Borges

jucileneborges@saude.es.gov.brasscom@saude.es.gov.br

Juliana Rodrigues

julianarodrigues@saude.es.gov.br

Ana Carolina Stutz

anapinto@saude.es.gov.br

Juliana Machado

julianamachado@saude.es.gov.br

Álvaro Muniz

alvaromuniz@saude.es.gov.br

Tels.: (27) 3347-5642 / 3347-5643 / 99969-8271 / 99983-3246 / 99943-2776

<-Voltar