Telemedicina: municípios do interior terão ambulatório de assistência médica

A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), em parceria com Ministério da Saúde (MS), vai implantar ambulatórios de assistência médica especializada por telemedicina em 27 municípios do estado, incluindo Manaus. Ao todo, serão sete especialidades médicas oferecidas pelo projeto, financiado pelo Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), com o apoio do Hospital Albert Einstein.

O projeto de Telemedicina faz parte do plano de governança em Tecnologia da Informação (TI) do programa Saúde Amazonas, com o objetivo de levar atendimento ao interior do estado.

“De acordo com os agendamentos, será feito o acompanhamento com o paciente. Dessa forma, evita a vinda do paciente até Manaus e melhora a conexão dos municípios”, afirmou o secretário executivo adjunto de Tecnologia da Informação, Francisco Arce Junior.

As especialidades em Cardiologia, Endocrinologia, Pneumologia, Reumatologia, Neurologia, Neuropediatria e Psiquiatria serão oferecidas por meio de um equipamento que possibilita a transmissão da consulta. Os primeiros municípios a disponibilizar o atendimento por telemedicina serão Careiro Castanho, Envira e Maraã. As demais cidades terão o serviço implantado até setembro de 2021, seguindo o planejamento da SES-AM.

De acordo com o secretário de TI, os 27 municípios do Amazonas foram escolhidos pelo MS conforme o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM). “A gente sabe que tem uma grande demanda vindo do interior para a capital, e com certeza, dessa forma, vamos ampliar as especialidades, fazendo com que os nossos polos fiquem melhor estruturados”, destacou.

Ações do Saúde Amazonas – O programa Saúde Amazonas consiste em um pacote de medidas divididas em nove macroações, com mais de 150 projetos cadastrados, até o momento, que visam mudanças estruturantes e melhoria dos serviços. As ações são: Redução de Filas; Reorganização da Rede de Saúde e Ampliação do Faturamento; Saúde nas Calhas; Modernização da Gestão Administrativa; Formação e Desenvolvimento do Servidor; Fortalecimento da Estrutura de Controle; Comunicação; Governança de Tecnologia da Informação e Fortalecimento da Vigilância em Saúde.

Fonte: Ascom SES/AM

<-Voltar