Acre – Projeto e-Transitar: Ações estratégicas desenvolvidas em 2020

O Governo do Estado do Acre, através da Secretaria Estadual de Saúde/SESACRE, implantou no ano de 2012 o Programa  Vida No Trânsito-PVT que visa a prevenção de acidentes de transporte  terrestre-ATT  graves e fatais, utilizando informações qualificadas em parceria com diversas instituições e setores, dentre eles o Departamento Estadual de Trânsito/DETRAN-ACRE.

As formalizações das parcerias para o desenvolvimento das ações foram inicialmente realizadas por ato do Secretário de Saúde, através de Portarias de nomeação de Comissões interinstitucionais e intersetoriais, cujos membros se reunem periodicamente para garantir o êxito  das ações relacionadas ao Programa.  A Secretaria Estadual de Saúde vem apoiando as ações do PVT de Rio Banco, cuja  execução direta é de competência da Secretaria Municipal de Saúde.

A partir do ano de 2019 a SES/ACRE começou a receber consultoria do Conselho Nacional de Secretários de Saúde/CONASS, através do Projeto E-transitar, para o desenvolvimento das ações voltadas para a prevenção e a redução da morbimortalidade por acidentes de transporte terrestre. Desde então várias estratégias foram iniciadas como por exemplo a formalização das parcerias por decreto do governador do estado do Acre, Gladson Cameli, que instituiu o Comitê Estadual do Programa Vida no Trânsito/ CEPVT (Decreto nº 6.786, de 6 de setembro de 2020), para o acompanhamento do Programa, garantindo assim uma maior legitimidade as ações.

Todas as ações que envolvem o Programa no que concerne a prevenção dos acidentes estão inseridos no Plano Estadual de Saúde-PES como estratégia de resultado para a sociedade que é a de reduzir a morbimortalidade por violência e acidentes no Estado do Acre.

A metodologia do PVT utiliza  dados qualificados de diversas fontes de informações  que são consolidados  resultantando  em relatórios epidemiológicos que demonstram o perfil dos acidentes e seus fatores de riscos, subsidiando assim a tomada de decisão pelos gestores, especialmente do setor de trânsito e saúde, sendo este último o que mais sofre com os acidentes devido à alta sobrecarga de atendimento nos hospitais, que muitas vezes exigem internações e tratamentos prolongados.

De acordo com o relatório de monitoramento do PVT, no  ano de 2019 o tempo de permanência das vítimas no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco devido aos acidentes graves variou entre 2(dois)  à 167(cento e sessenta e sete) dias, o que demandou altos custos financeiros ao erário público.  Entretanto, em 2019 houve uma redução dos óbitos em comparação com o ano de 2010, com uma redução de 59,52 % na cidade de Rio Branco. Podemos inferir que as ações realizadas como: campanhas educativas de segurança no trânsito, melhoria na sinalização, fiscalização e infraestrutura da cidade tem impacto positivo na  redução dos acidentes.

Assim, visando a expansão do PVT no Estado, o Núcleo de Vigilância  de Violências e Acidentes da SESACRE vem realizando oficinas técnicas nos municípios, sendo que o município de Cruzeiro do Sul, considerado o segundo mais populoso e com características de relevo acidentado, foi contemplado com a expansão do programa.

Diante disso, em outubro de 2020 uma equipe se deslocou até Cruzeiro do Sul onde foi realizada uma oficina voltada para representantes de diversas intituições como: DETRAN, SAMU, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Transportes, Hospital, IML Polícia Militar, Sindicatos de Taxistas ,  Mototaxistas, dentro outros. E na oportunidade todos os participantes sinalizaram interesse  nas ações de implantação,  tendo em vista a necessidade em reduzir os acidentes de transportes terrestres no município.

Fonte: SES/AC

<-Voltar