A pandemia e as ILPI no Brasil e no Quebec


A pandemia pela COVID-19 mostrou claramente a maior susceptibilidade dos idosos residentes em ILPI, responsáveis por mais de 40% de todos os óbitos pela doença no mundo. As características inerentes às Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), somadas às características das pessoas que residem nestas casas fazem com que a infecção pelo SARS-CoV-2 tenha um impacto especialmente grave. Trata-se de uma população com alto grau de fragilidade, dependência funcional, múltiplas comorbidades, como hipertensão arterial, diabetes mellitus, doença cardiovascular, doenças respiratórias, doenças neurodegenerativas, dentre outras, que aumentam significativamente o risco de adoecimento e evolução para o óbito. Isso coloca as ILPI em estado de alerta constante, uma vez que a alta infectividade do vírus resulta em surtos de rápida evolução, em uma doença sem tratamento verdadeiramente modificador de seu curso.

O seminário virtual irá discutir a experiência brasileira e de Quebec no enfrentamento da pandemia, com a apresentação dos dados disponíveis sobre a realidade dos idosos institucionalizados em ambas as regiões, enfatizando as iniciativas governamentais e não governamentais que contribuíram para o enfrentamento da doença.

 

Contamos com sua presença!

<-Voltar