Editora Fiocruz promove roda de conversa on-line sobre tabagismo e pandemia

Ampliar o acesso ao conhecimento científico e a informações de qualidade a partir do debate sobre temas de saúde pública em meio à pandemia do novo coronavírus. Com esse intuito, a Editora Fiocruz promove, no dia 7 de julho (terça-feira), a roda de conversa on-line Tabagismo em Tempos de Pandemia. O debate integra a agenda cultural da 1ª Feira Virtual das Editoras Universitárias, evento promovido pela Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Abeu).

A live será realizada das 10h às 12h, no canal oficial da Fiocruz no YouTube (youtube.com/fundacaooswaldocruz). O tema marca a recente publicação de Política de Controle do Tabaco no Brasil, livro lançado oficialmente em 31 de maio, data em que é celebrado o Dia Mundial sem Tabaco no calendário oficial da Organização Mundial da Saúde (OMS). O título compõe a lista de obras da Editora Fiocruz que estão com desconto de 30% na feira virtual.

Além de Leonardo Henriques Portes, autor do livro, participam do bate-papo virtual José Gomes Temporão, ex-ministro da Saúde; Tânia Cavalcante, médica do Instituto Nacional de Câncer (Inca); Silvana Turci, pesquisadora da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz); e Vera Luiza da Costa e Silva, ex-chefe do Secretariado da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco da OMS. Cristiani Vieira Machado, vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz, à qual está vinculada a Editora, será a mediadora da roda de conversa, que conta com o apoio da VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz.

Sobre o livro
O título analisa a Política Nacional de Controle do Tabaco, uma bem-sucedida estratégia sanitária no cenário da saúde pública do Brasil. Política de Controle do Tabaco no Brasil investiga a trajetória de controle do tabagismo no país durante o período 1986-2016, décadas marcadas pela implantação e consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em seis capítulos, o volume mostra os avanços que permitiram resultados sanitários positivos, como a significativa redução da prevalência do tabagismo na população. “Leonardo Henriques Portes aborda, com riqueza de detalhes, as diversas dimensões envolvidas no controle do consumo do tabaco: da técnico-científica à conscientização da sociedade; do impacto na saúde global ao espaço das normas legais; dos resultados na saúde pública aos aspectos intergovernamentais”, afirma José Gomes Temporão sobre o livro.

Em estudos que mostram a relação entre o tabagismo e os grupos de risco para a Covid-19, dados apontam que a combinação entre a doença e a nicotina é extremamente prejudicial para os fumantes. Reconhecido como uma doença crônica, o tabagismo pode fazer com que as pessoas que fumam desenvolvam sintomas ainda mais graves em caso de contaminação pelo novo coronavírus. Segundo recomendações de instituições como o Inca, deixar de fumar traz benefícios imediatos, incluindo a drástica redução dos riscos de desenvolver a forma mais severa da doença.

A partir de pesquisa realizada anos antes da pandemia, o livro foca as investigações sobre as políticas de controle do tabaco até 2016. Porém, segundo o autor, a obra ganha novos contornos por ter sido publicada em meio aos desafios da pandemia. “Um elemento adicional é o momento em que o livro foi lançado, momento em que o mundo está se redescobrindo. Assim como todas as políticas de saúde, políticas sociais que se atrelam ao dever e às iniciativas do Estado, essa política (de controle do tabaco) também traz elementos a serem repensados”, ressalta.

A obra tem origem em premiada tese defendida em 2017 pelo pesquisador. Portes concluiu seu doutorado na Ensp/Fiocruz com o trabalho A política de controle do tabaco no Brasil de 1986 a 2016: contexto, trajetória e desafios. Sob a orientação das professoras Cristiani Vieira Machado e Silvana Turci, a pesquisa conquistou o Prêmio Capes de Tese 2018, na área de saúde coletiva.

Participantes da roda de conversa
A médica sanitarista Vera Luiza da Costa e Silva foi chefe do Secretariado da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco da OMS no período 2014-2019. Doutora pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Focruz), Vera trabalhou e coordenou a área de Prevenção e Vigilância do Câncer do Inca durante 15 anos (1985-2000). Foi diretora do Departamento de Controle do Tabagismo da Organização Mundial de Saúde de 2001 a 2005. Trabalhou como assessora regional da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) em 2007.

Ministro da Saúde no período 2007-2010, José Gomes Temporão é medico sanitarista, doutor em Medicina Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), pesquisador do Centro de Estudos Estratégicos (CEE) da Fiocruz. Ex-diretor geral do Inca (2003-2005), é membro titular da Academia Nacional de Medicina.

A médica Tânia Maria Cavalcante é secretária executiva da Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (Conicq/Inca). Mestre em Saúde Pública pela Fiocruz, integra a equipe do Programa Nacional de Controle do Tabagismo articulado pelo Inca desde 1993.

Mestre e doutora pela Ensp/fiocruz, Silvana Rubano Barretto Turci é pesquisadora do Centro de Estudos sobre Tabaco e Saúde da instituição e, desde 2016, é responsável pelo Observatório para o Monitoramento das Estratégias da Indústria do Tabaco, também vinculado à Ensp.

Graduado em fisioterapia e mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Leonardo Henriques Portes é doutor pela Ensp/Fiocruz. É fisioterapeuta no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (HUCFF/UFRJ) e na Policlínica Piquet Carneiro (Uerj). Como profissional do SUS, atuou também nas instituições Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Prefeitura de Campos dos Goytacazes (RJ) e Hemorio – Instituto Estadual de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcanti.

Mestre e doutora em Saúde Coletiva pela Uerj, Cristiani Vieira Machado é professora e pesquisadora da Ensp/Fiocruz. Desde 2018, ocupa o cargo de vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz. Tem pós-doutorado na University of North Carolina at Chapel Hill (EUA).

Lançamentos digitais em meio à pandemia
O livro também marcou o início de novas formas de lançamento da Editora Fiocruz. Em meio à necessidade de distanciamento social causada pela crise sanitária, as publicações vêm sendo disponibilizadas simultaneamente em versões impressa e e-book. A iniciativa amplia a participação da Editora no formato digital de amplo acesso.

Política de Controle do Tabaco no Brasil integra, assim, uma ampla lista de volumes e coletâneas disponibilizados pela Editora Fiocruz na plataforma acadêmica SciELO Livros. Atualmente, já são quase 300 livros na biblioteca on-line, sendo que 210 estão em acesso livre para download gratuito, enquanto cerca de 85 títulos estão disponíveis para acesso com 40% de desconto em relação aos exemplares impressos.

➡️ Clique aqui para mais informações sobre a participação da Editora Fiocruz no SciELO Livros.

Feira Virtual das Editoras Universitárias
O evento promovido pela Abeu vem sendo realizado desde 1º de julho e vai até 8 de julho, no site www.feirabeu.com.br. Com o objetivo de promover a comercialização de livros com preços promocionais, favorecendo a circulação do conhecimento acadêmico, a feira também promove, em formatos on-line, debates, mesas-redondas e entrevistas com autores como parte de sua agenda cultural. Clique aqui para conferir a programação completa.

Além da roda de conversa, a Editora Fiocruz participa do evento com 51 livros de seu catálogo. Todos com 30% de desconto nos exemplares impressos, sendo que 10 deles também disponíveis em versão e-book para download gratuito. As obras incluem temas presentes nos debates relacionados à Covid-19: história da saúde, epidemias e pandemias passadas, saúde global, políticas públicas, além da importância do SUS e da OMS. Volumes recém-lançados pela Editora, em maio e junho de 2020, também fazem parte do acervo do evento. Acesse aqui a lista completa da Editora Fiocruz na 1ª Feira Virtual das Editoras Universitárias.

Roda de conversa on-line Tabagismo em Tempos de Pandemia
Data: 7 de julho de 2020 (terça-feira)
Horário: 10h às 12h
Transmissão ao vivo emyoutube.com/fundacaooswaldocruz

Por Marcella Vieira/Editora Fiocruz

<-Voltar