ESP-MG promove terceiro Webinário da série que aborda os leitos de saúde mental em hospitais gerais

Este webinário será o último de uma série composta por três encontros

A Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), por meio da Diretoria de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas, promoverá na próxima quarta-feira, dia 01/12, às 15h, o Webinário “Atenção em leitos de saúde mental em hospitais gerais: compartilhando experiências das RAPS.”
Este Webinário será o terceiro e último de uma série, composta por três encontros, que têm como tema geral “Leitos de saúde mental em hospitais gerais: quais possibilidades de atenção nas Redes de Atenção Psicossocial (RAPS)?”.

Irão participar desse encontro, o Enfermeiro, mestre em Bioética, Referência Técnica em Saúde Mental da Superintendência Regional de Saúde de Pouso Alegre (SES -MG) e professor da UNA Pouso Alegre, Wellinton Moreira Lopes; a Psiquiatra, mestre em Psicologia Social (UFMG) e em Educação Médica (Havana/ Cuba), Maria Angélica Silva Vaccarini e a Assistente Social, especialista em Saúde Mental e Coordenadora da Equipe de Leitos de Saúde Mental em Carangola/ MG, Gisele de Souza Gomes. O debate será mediado pela Psicóloga, doutora em Saúde Coletiva e trabalhadora da ESP-MG, Ana Regina Machado.

O webinário será transmitido pelo Canal da Escola no Youtube:
youtube.com/escolasaudepublicamg

Leitos de saúde mental
Este encontro faz parte série de Webinários em saúde mental que tem como tema geral “Leitos de saúde mental em hospitais gerais: quais possibilidades de atenção nas Redes de Atenção Psicossocial (RAPS)?”. Foram desenvolvidos três encontros virtuais mensais para tratar desse conteúdo, sempre das 15h às 17h, e com transmissão pelo canal da ESP-MG no youtube. O primeiro aconteceu em outubro deste ano, o segundo em novembro e o último será no dia 1º de dezembro, próxima quarta-feira.

O objetivo desses Webinários é abordar a atenção em leitos de saúde mental em hospitais gerais, buscando identificar suas contribuições para o cuidado às pessoas com sofrimento mental grave ou com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas, a partir das proposições das redes de atenção psicossocial.


Fonte: Assessoria de Comunicação Social
Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG)

<-Voltar