Hospital Municipal recebe visita de membros do Ministério da Saúde e do Conass

Foto: Valter de Paula/Secretaria de Governo e Comunicação

Referência em atendimento público hospitalar no Brasil, o Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro recebeu, nesta quinta-feira (10), a visita de membros do Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). A presença das equipes faz parte de uma série de atividades, que acontecem desde quarta-feira (9), nas quais os participantes conheceram os processos de atendimentos implementados no município, considerados referência em vários setores. Na presença do secretário municipal de saúde, Gladstone Rodrigues da Cunha, a comitiva visitou as instalações externas da unidade hospitalar, da maternidade e conheceu um pouco mais dos processos de integração entre a atenção primária e a especializada.

Inaugurado em 2010, o Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneio(HMMDOLC) tem certificação nível 2 pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), o que significa que atende aos critérios de segurança exigidos e apresenta gestão integrada, bem como qualidade nos serviços prestados. Graças a essa avaliação, Uberlândia é a única cidade do Triângulo Mineiro com hospital público reconhecido no Brasil pelos serviços prestados.Ainda nesta quinta-feira, os membros do Ministério da Saúde e do Conass visitaram a Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) São Jorge II e III e a Unidade de Atendimento Integrado (UAI) São Jorge.

Durante a visita, foi apresentando o trabalho da atenção contínua e autocuidado apoiado dos pacientes diagnosticados com diabetes e hipertensão. Neste modelo desenvolvido, o acompanhamento é feito a partir de uma estratificação daqueles que estão em situação de alto risco destas doenças e requerem uma atenção maior. A consulta é feita em conjunto entre paciente e vários especialistas. Depois de passar pela análise dos profissionais, é criado um plano de cuidados, que será monitorado pelos profissionais da unidade de referência do paciente.

O modelo de atendimento permite que os médicos atuem conjuntamente a fim de garantir mais saúde e qualidade de vida ao paciente.Também foi exposto o modelo de atendimento da alta responsável. Com a pandemia do novo coronavírus, foi necessário aprimorar o trabalho e a incluir novas ferramentas para continuar acolhendo a comunidade. Agora, por meio das videoconferências, as equipes multiprofissionais das UAIs juntamente aos profissionais das unidades básicas de saúde oferecem um cuidado amplo e permanente aos pacientes que estiveram internados nas unidades e receberam alta hospitalar. Nesse modelo de acompanhamento, os profissionais da UAI e da unidade de saúde de referência criam um plano de cuidados para que o paciente siga as recomendações após a alta.Na UBSF São Jorge II e III, os visitantes conheceram um pouco mais do trabalho de integração da atenção primária, com a especializada e hospitalar na rede de atenção materno-infantil. Um trabalho permanente que busca acompanhar e oferecer todas o acolhimento necessário a mulher do início da gestação até o dia do parto.

Para a substituta da diretora do Departamento de Saúde da Família do Ministério da Saúde, Renata Costa, ver como é possível fazer a integração entre atenção primária e especializada mostra o compromisso da administração em obter maior resolução às necessidades dos pacientes da rede. “Ter esse trabalho em conjunto potencializa o cuidado da população e promove mais qualidade de vida. Não basta ter unidades bem estruturadas, mas precisa haver processos. E em Uberlândia percebemos que a rede consegue alinhar esses pilares. A cidade é um exemplo para outros municípios”, ressaltou.Uberlândia como referênciaO motivo da visita dos membros do Ministério da Saúde e do Conass é porque Uberlândia foi escolhida como Centro Colaborador de boas práticas na saúde. O Centro Colaborador se efetivou por meio de um termo de compromisso assinado entre a Prefeitura de Uberlândia e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) em agosto de 2019.

Com a assinatura do termo, ficou estabelecido que Uberlândia é um local de visitas de gestores e profissionais, bem como um centro de capacitação de facilitadores.Os Centros Colaboradores têm o propósito de fortalecer e ampliar a cooperação técnica entre Estados e Municípios, facilitando informações e serviços, além de estimular e apoiar o treinamento e a pesquisa. “Desde o início da atual gestão estamos colocando em prática várias ações para integrar a saúde em vários níveis e acolher a população da melhor maneira possível, oferecendo melhor qualidade de vida. Ser um centro de boas práticas para outras cidades só reforça o nosso compromisso com a saúde, com a comunidade e agora em atender todos os gestores de outras cidades que queiram conhecer nossas ações”, comentou o secretário municipal de saúde, Gladstone Rodrigues da Cunha.

Fonte: imprensa@uberlandia.mg.gov.br(34) 3239-2684

<-Voltar