Integração de modelos de assistência em saúde pública é tema de workshop do projeto PlanificaSUS

Em dois dias, 300 profissionais discutem as atenções primária e secundária

Secretaria de Saúde tem se mobilizado para implantar o projeto “A organização da Atenção Ambulatorial Especializada em rede com a Atenção Primária à Saúde”, o PlanificaSUS | Foto: Mariana Raphael / Secretaria de Saúde

A Região de Saúde Centro-sul encerrou, nesta terça-feira (3), o segundo workshop do projeto PlanificaSUS. Foram dois dias com 300 profissionais das atenções primária e secundária discutindo territorialização e gestão de base populacional. No fim da tarde, o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, esteve no encontro para falar da importância do engajamento dos profissionais nesse trabalho.

“A partir do PlanificaSUS a região poderá fazer a integração da atenção primária com a secundária. Parece uma coisa simples, mas não é. É preciso um trabalho para mudar o perfil do profissional em cima de processos pré-estabelecidos. Só teremos sucesso se houver comprometimento de todos nesse sentido”, observou Okumoto.

O encerramento da parte teórica foi feito com dois médicos de família. Entre outras questões, eles falaram sobre sites com estimativa populacional que ajudam na territorialização e sobre a experiência de uma das equipes da UBS 3 do Guará II. Nestas quarta e quinta-feira os profissionais seguem para atuação in loco.

Projeto

A Secretaria de Saúde tem se mobilizado para implantar o projeto “A organização da Atenção Ambulatorial Especializada em rede com a Atenção Primária à Saúde (PlanificaSUS)”.

O objetivo é consolidar o modelo de atenção para atender às necessidades de saúde da população, bem como integrar as ações da atenção primária e da atenção ambulatorial secundária e, desta forma, melhorar os resultados do Sistema Único de Saúde (SUS).

O termo de adesão assinado no início deste ano prevê a realização de seis workshops. O primeiro, realizado em agosto, tratou da integração entre atenção primária e secundária. Outros quatro encontros devem ser realizados até dezembro de 2020.

Desafio

A necessidade de mudanças significativas no processo de trabalho em saúde pressupõe a elaboração de um novo perfil profissional, fundamentado no desenvolvimento e na avaliação de competências. Por isso, o PlanificaSUS poderá contribuir para a organização da atenção primária e da atenção ambulatorial especializada, na perspectiva do fortalecimento das Redes de Atenção à Saúde, por meio dos Modelos de Atenção às Condições Crônicas.

O formato adotado para vislumbrar novos horizontes são os workshops temáticos, com base na construção social da atenção primária à saúde, a fim de fortalecer a estrutura atual.

O projeto é viabilizado pelo Programa de Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), por meio do Hospital Israelita Albert Einstein, implantando a metodologia de Planificação da Atenção à Saúde (PAS) elaborada pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

 

* Alline Martins / Agência Saúde

<-Voltar