Médicos pelo Brasil promete fortalecer a Atenção Primária à Saúde e chegar aos lugares mais remotos do país

Ministério da Saúde, Conass, Conasems e representantes de entidades médicas foram recebidos no gabinete do presidente da República, Jair Bolsonaro

 

Foi lançado hoje, no Palácio do Planalto, o programa Médicos pelo Brasil (acesse aqui a apresentação), com participação do presidente da República, Jair Bolsonaro, do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e de representantes de entidades médicas. O Conass e o Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) também estiveram presentes na solenidade.

O programa visa ampliar a oferta de serviços médicos em locais de difícil provimento ou de alta vulnerabilidade, além de formar médicos especialistas em Medicina de Família e Comunidade. Segundo o Ministério da Saúde, a estratégia ampliará em cerca de 7 mil vagas a oferta de médicos em municípios onde há os maiores vazios assistenciais na comparação com o programa Mais Médicos, sendo que as regiões Norte e Nordeste juntas têm 55% do total dessas vagas.

Eu sua fala, Mandetta destacou que é preciso formar especialistas em Família e Comunidade e que todos os médicos desse programa farão essa especialidade. “Se tiverem o aproveitamento, serão certificados e com esse trabalho contínuo teremos a melhor equipe de saúde da família do mundo”, afirmou. Ele explicou que uma das inovações do programa é a criação de um Serviço Social Autônomo que, no Ministério da Saúde, será o ente contratante e cuidará das classificações, escolhas e questões de provas e avaliações.

O presidente do Conass, Alberto Beltrame, destacou que a Atenção Primária à Saúde irá nortear não apenas o programa, mas o próprio Sistema Único de Saúde, e que a valorização e capacitação dos profissionais médicos vão fazer com que o SUS chegue aos locais mais remotos do país, levando atenção à saúde de qualidade aos que mais necessitam.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afirmou que o programa é o cumprimento de uma promessa de campanha, que só foi possível pela atuação técnica do ministro que junto ao Congresso Nacional está conseguindo a governabilidade que o país precisa pra crescer.

Os secretários de Estado da Saúde de Rondônia, Fernando Rodrigues Máximo; de Pernambuco, André Longo; e de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral Pereira da Silva também participaram da cerimônia. À direita, o secretário executivo do Conass, Jurandi Frutuoso

 

Aperto de mãos entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o presidente do Conass, Alberto Beltrame, no momento da assinatura da Medida Provisória que será encaminhada ao Congresso Nacional

 

Solenidade de lançamento do programa Médicos pelo Brasil

 

Veja o vídeo do presidente do Conass, Alberto Beltrame, a respeito do programa Médicos pelo Brasil

Assessoria de Comunicação do Conass

ascom@conass.org.br

(61) 3222-3000

<-Voltar