Minas chega a 70% do público-alvo da imunização contra covid-19 completamente vacinado

Minas Gerais atingiu uma marca importante na campanha de vacinação contra a covid-19. O estado ultrapassou a taxa de mais de 70% do público-alvo, ou seja, a população acima de 12 anos, completamente vacinada com as duas doses ou dose única. Além disso, 90% desse grupo tomou, ao menos, a primeira dose do imunizante.

Crédito: Gil Leonardi

Crédito: Gil Leonardi

De acordo com os dados disponíveis no Painel Vacinômetro, já são 16,2 milhões de vacinas referentes à primeira dose aplicadas em todo o estado e 12,3 milhões de doses da segunda aplicação. Minas conta, ainda, com 492,7 mil vacinas de dose única aplicadas e 1,3 milhão de doses de reforço.

Com o avanço da vacinação, o estado consegue retomar a economia com segurança sanitária e, também, reduzir o número de internações de casos graves da doença e, o principal, defender a vida dos mineiros. De acordo com dados do boletim epidemiológico desta terça-feira (16/11), nas últimas 24h foram registrados 196 novos casos da doença e uma morte foi confirmada.

O secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, ressalta a expectativa de ampliar a campanha para novas faixas etárias. “Se todos buscarem a segunda dose no tempo certo, logo estaremos com todo esse público vacinado. Sabemos que ainda temos muito para fazer e avançar. Temos novos grupos a serem incluídos, como as crianças de cinco a 11 anos, e uma grande expectativa de que essas pessoas sejam adicionadas em breve e que consigamos avançar ainda mais com a vacinação”, destaca.

Chegada de vacinas

Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), recebe, nesta terça (16/11) e na quarta-feira (17/11), 678,6 mil doses da vacina Pfizer. Os imunizantes serão transportados por via aérea e chegam em três desembarques no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins.

Nesta terça-feira serão dois desembarques, às 13h55 e às 14h45. Já na quarta-feira a chegada está prevista para 11h40. Essa remessa faz parte da complementação do 67º lote de vacinas contra a covid-19.

A SES-MG armazena as doses recebidas na Central Estadual da Rede de Frio e organiza a logística de distribuição para repassar imediatamente às Unidades Regionais de Saúde, que as entregam, posteriormente, aos municípios.

Máscaras 

Em coletiva na última semana, o secretário abordou a possibilidade de flexibilização do uso de máscaras. Segundo Baccheretti, a SES-MG começou a discutir os critérios técnicos necessários para que a medida possa ser adotada, sobretudo em locais abertos e arejados.

“Temos que verificar qual o ponto de vacinação que traz segurança para uma desobrigação do uso. Devemos ter uma norma que vai levar em conta o nível de vacinação dos municípios e, possivelmente, ter a definição sobre esses critérios ainda este ano”, afirmou o secretário, que descartou a possibilidade de dispensa da proteção facial em locais fechados.

Por Agência Minas

<-Voltar