Solenidade marca a retomada do ‘Planifica SUS’ na região do Rio Caetés

A região de Saúde Rio Caetés, no Pará, desenvolve o projeto de Planificação da Atenção à Saúde, o Planifica SUS, voltado para a organização e integração da Atenção Primária à Saúde (APS) e da Atenção Especializada (AE) que atendem aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para debater essa metodologia proposta pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), via Proadi-SUS, e executada pela equipe técnica do Hospital Israelita Albert Einstein, profissionais da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sespa) e do 4º Centro Regional de Saúde, estiveram reunidos para celebrar a retomada do projeto, pausado em 2020 pelo advento da pandemia da Covid-19.

Foto: Divulgação

Escolhida por ser a região com melhor cobertura de APS no Estado, é região piloto para implantação do Planifica SUS no Pará, Rio Caetés agrega 16 municípios: Augusto Corrêa, Bonito, Bragança, Cachoeira do Piriá, Capanema, Nova Timboteua, Ourém, Peixe Boi, Primavera, Quatipuru, Salinópolis, Santa Luzia do Pará, Santarém Novo, São João de Pirabas, Tracuateua e Viseu.

Com a participação do secretário de Saúde do Pará, Rômulo Rodovalho, o workshop de abertura da Fase 2 do Planifica SUS na região pautou a discussão, entre os participantes, sobre a operacionalização da planificação e o papel do Estado e dos municípios nesse processo, com foco na organização da rede materno infantil, a fim de qualificar a atenção às gestantes e crianças.

Na ocasião, foi assinado ainda um termo um compromisso com os 16 secretários municipais de Saúde da região para que se empenhem em cumprir as etapas técnicas previstas pelo projeto nos próximos três anos.

“Percebo que há um empenho de todos os municípios, que estiveram representados por seus gestores para formalizarmos esse documento. A Sespa, com seu corpo técnico, está à disposição para auxiliar no que for necessário, no sentido de absorver a capacidade técnica da metodologia oferecida pelo Albert Einstein”, comentou Rômulo Rodovalho.

Nesse sentido, o Planifica SUS vai trabalhar em dois pontos principais: a Atenção Primária e a Atenção Secundária, mediante qualificação dos profissionais que atuam na Atenção à Saúde naqueles 16 municípios, num processo de educação permanente que envolverá oficinas teóricas e oficinas tutoriais, monitoramento e avaliação e identificação de indicadores, com vistas a qualificar o processo de trabalho das gestões e das equipes de saúde pública, para que sejam mais eficientes e resolutivas às necessidades da população.

“A expectativa é que os profissionais participantes identifiquem os desafios e as boas práticas aplicadas para poder definir os novos métodos de atendimento ao usuário”, afirma a diretora de Políticas de Atenção Integral à Saúde da Sespa, Laena Reis.

Por Mozart Lira (SESPA)
<-Voltar