Canal Saúde estreia na TV aberta em Brasília

Emissora estará na multiprogramação da TV Brasil a partir de 9 de dezembro e promove debate sobre gestão participativa, dia 3, na 15ª Conferência Nacional de Saúde

O Canal Saúde estreia na TV aberta, em Brasília (DF), no dia 9 de dezembro. A programação da emissora do Sistema Único de Saúde (SUS), criada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), fará parte da multiprogramação da TV Brasil, possibilitada pela migração para o Sistema de Brasileiro de TV Digital. O Canal Saúde irá ocupar o canal 2.4 na capital federal.

Com a migração gradual da TV aberta do sistema analógico para o sistema digital, a previsão é de que, em janeiro de 2016, a transmissão do Canal Saúde chegue também às cidades do Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) e até 2019 a emissora esteja acessível, em sinal aberto, a todos os municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes.

A mudança permitirá que conteúdo de qualidade sobre o SUS alcance mais de 120 milhões de pessoas nos próximos anos. O Canal Saúde foi incluído na programação da TV aberta digital por meio de um acordo interministerial, assinado em setembro deste ano, para a implantação dos canais públicos no Sistema Brasileiro de TV Digital, que inclui, além da Saúde, um canal para a Educação, um para o Poder Executivo e um para a Cultura.

“O mais importante dessa entrada na TV aberta é que o Canal Saúde não é uma emissora da Fiocruz ou do Ministério da Saúde, é um canal do SUS, do Sistema Único de Saúde”, defende a gerente do Canal Saúde, Marcia Corrêa e Castro. “É fundamental entender o SUS como política de Estado e não de Governo. O mesmo vale para a Comunicação Pública, que deve ser política de Estado. É nessa seara que o Canal Saúde se insere e é aí que está o papel dele e a importância da sua programação chegar a cada vez mais brasileiros”, conclui.

Debate

Dentro do contexto da sua entrada na TV aberta, o Canal Saúde vai debater a gestão participativa da emissora, na 15ª Conferência Nacional de Saúde, em Brasília, no dia 3 de dezembro, quinta-feira, às 10h, na Tenda Paulo Freire.

O debate, paralelo à Conferência, será aberto a todos, delegados ou não delegados, na tenda que fica localizada fora dos pavilhões onde será realizada a décima quinta.

Para debater a ampliação desta janela para a compreensão do SUS, discutir conteúdos e formas de gerir o Canal Saúde, estarão presentes representantes do Conselho Nacional de Saúde, Ministério das Comunicações, Intervozes e do próprio Canal.

Mais informações:
Assessoria de Comunicação – Canal Saúde/Fiocruz/Ministério da Saúde
Gabriel Cavalcanti da Fonseca – 21 3194-7743
gabrielcfonseca@gmail.com

Coordenação: Ana Cristina Figueira

www.canalsaude.fiocruz.br www.twitter.com/canalsaude www.facebook.com/canalsaudeoficial

<-Voltar