Valorização da Atenção Primária é foco do Agenda Goiás

O fórum acontece em Porangatu, região Norte do Estado, com presença de palestrante do CONASS

Com o tema “Saúde” em debate, acontece no dia 6 de outubro, terça-feira, na cidade de Porangatu (Região Norte de Goiás),  o sétimo fórum do Agenda Goiás – Participação e Competitividade. O evento, com entrada franca, será realizado no Centro Cultural de Porangatu. Pela manhã, os palestrantes, dois ex-secretários da saúde do Ceará, relatarão a experiência cearense na área de saúde. À tarde, das 14h às 17h, serão formados grupos de trabalho que discutirão ideias para o futuro de Goiás, dentro deste formato, a ideia é que essas discussões contribuam com projetos a serem implementados pelos próximos dez anos, com vistas a melhoria das gestões públicas.

A programação do Agenda Goiás prevê a realização de fóruns em dez cidades-polo de todas as regiões de Goiás com palestras de especialistas divididas em três eixos principais: qualidade de vida, competitividade e gestão para resultados. O projeto é uma realização do jornal O Popular, com o apoio do Governo de Goiás, da Secretaria de Estado de Gestão e Planejamento (Segplan) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-GO), envolvendo também representantes das prefeituras, das instituições e entidades civis, como também a população dos municípios, cujos interesses pautam os debates.

O ex-professor da Universidade de Brasília (UnB) Antônio Carlile Holanda Lavor e o secretário-executivo do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) Jurandi Frutuoso Silva serão palestrantes no evento. Jurandi destaca a importância da valorização da Atenção Primária que é a porta de entrada do SUS e resolve 85% dos problemas de saúde da população, antes que se agravem.

Reconhecendo a importância da Atenção Primária à Saúde, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, desenvolve o Mais Saúde para Goiás, que busca: qualificar o processo de trabalho dos profissionais de Saúde, ampliar a oferta de serviços, como exames, e melhorar os indicadores de saúde. O programa tem apoio do CONASS e Ministério da Saúde.

Fonte: Ascom SES/GO

<-Voltar