Piauí é o campeão na produção de próteses dentárias em todo o país

 

A informação foi confirmada pelo Ministro da Saúde, Alexandre Padilha, na manhã desta quinta (09)

 

O Ministério da Saúde, por meio do Programa Brasil Sorridente, vem investindo cada vez mais para ampliar a rede assistencial odontológica do Sistema Único de Saúde (SUS). Para chegar às regiões mais pobres, sobretudo nas zonas rurais, serão distribuídas, até 2014, mil novas Unidades Odontológicas Móveis (UOM) em todo o País.

Cada unidade funciona como um consultório odontológico móvel, instalado numa van adaptada, que circula por regiões em que a população tem dificuldade de acesso a tratamentos de saúde bucal, com capacidade para realizar até 350 atendimentos por mês. A ação integra o Programa Brasil Sem Miséria, cujos objetivos são facilitar o acesso aos serviços públicos, elevar a renda e as condições de bem-estar de famílias que estão em extrema pobreza.

Até 2014, o Ministério da Saúde vai investir R$ 3,6 bilhões no programa Brasil Sorridente, que oferece cuidado integral e gratuito, pelo SUS, à saúde bucal, desde a prevenção até a realização de implantes e cirurgias. No Piauí, a projeção é de investimentos de R$ 137,2 milhões, a serem empregados para custear o trabalho das Equipes de Saúde Bucal (ESB), vinculadas às unidades básicas de saúde, e o funcionamento dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs).

Na sexta-feira (10), a presidenta Dilma Rousseff e o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, anunciam ainda, para o Piauí, a doação de quatro consultórios odontológicos e equipamentos para o Laboratório de Prótese Dentária, ao município de Água Branca. Outros municípios do estado também serão contemplados com esses investimentos.

O anúncio será feito em evento do Brasil Sorridente, que ocorrerá simultaneamente, além de Água Branca (PI), em Rio Pardo (MG), Ananindeua (PA), Santo Antônio da Platina (PR) e Caxias do Sul (RS).

PIAUÍ – O Piauí foi o estado que mais produziu próteses dentárias no país. O aumento foi 555,9% em relação a 2011. Os municípios piauienses contam, atualmente, com 967 Equipes de Saúde Bucal e 26 CEOs. Têm, ainda, Laboratórios de Próteses Dentárias em 98 cidades, que, nos primeiros cinco meses deste ano, conseguiram elevar em 236,7% a distribuição destes itens no Estado – foram produzidas 5.074 unidades em 2012, contra 1.507 no mesmo período de 2011.

As equipes de saúde bucal - compostas por cirurgião-dentista, auxiliar de saúde bucal e técnico de saúde bucal – realizam, além do tratamento clínico, ações de promoção e prevenção à saúde junto às comunidades. Caso necessitem de tratamento odontológico mais complexo, os pacientes são encaminhados aos CEOs, onde têm acesso a cirurgias ou a tratamentos de canal, por exemplo, ou aos laboratórios regionais de prótese.

Em todo o País, há Laboratórios Regionais de Próteses Dentárias em 1.304 municípios, 21,7 mil equipes de saúde bucal integradas à rede de atenção básica e 901 Centros de Especialidades Odontológicas. Em 2011, foram realizados mais de 150 milhões de atendimentos odontológicos na rede pública.

BRASIL SORRIDENTE - Lançado em 2004, o Brasil Sorridente implantou, pela primeira vez, políticas e ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde bucal dos brasileiros.

O aumento da oferta de serviços públicos de saúde bucal e de ações preventivas poupou a extração de 400 mil dentes, por ano, no País. Hoje, o programa está presente em quase 90% das cidades das cinco regiões brasileiras. O êxito do programa se traduz em avanços como o fato de que 1,4 milhão de crianças deixaram de ter cáries em 2010, contribuindo para que a proporção de crianças livres de cáries subisse de 31% em 2003 para 44% em 2010.

--

Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi)

Assessoria de Comunicação

www.saude.pi.gov.br

(86) 3216-3610 / 8802-9604 / 8851-2074